Sigo para o alvo
O exemplo é um idioma que todos os homens podem compreender
Walter B. Knight

Hoje iniciamos mais uma semana de nossa caminhada nesses 40 dias de Escuta. Temos escutado muito de Deus através da leitura e meditação no evangelho e na carta de Paulo aos coríntios. Hoje numa reflexão que nos lança para mais uma semana temos a afirmação evangélica de que Deus se fez gente, carne e habitou entre nós, se fez como nós, viveu como nós, sofreu como deveríamos sofrer para nos livrar do pior sofrimento, a morte eterna.
A afirmação de que nele, Jesus, habitou toda plenitude de Deus e que assim toda luz estava nele nos mostra o caminho da salvação e nos deixa uma única direção a seguir, a direção da luz. Não faz qualquer sentido uma opção pelas trevas, as trevas dificultam nosso andar, bloqueia a nossa visão e não nos dá uma ideia clara e verdadeira da vida. Optamos por Cristo porque nele vimos toda luz. E assim como João não era a luz mas apontava para a luz, assim eu e você devemos ser e viver. Nossa vida deve apontar para a luz de Cristo.
Na carta aos filipenses percebo dois fatos que podem nos ensinar riquezas profundas, verdadeiras e impactantes. Em primeiro lugar vejo que Paulo, refletindo sobre a sua própria vida, sua história, seu pano de fundo familiar e religioso, a tudo considera irrelevante diante do que ele ganhou em Cristo. O que era lucro….
Paulo tem a ideia perfeita de sua imperfeição, não obstante ter uma história que lhe daria altas credenciais no meio religioso de então, mas para ele, foi considerado como “esterco”, como algo sem valor diante do que ele afirma ter ganho em Cristo. Ora, se esse gigante de Deus se considera nada e sua história perda, entendo que esse pode ser um bom exemplo para rever meus valores e assim perceber o que tenho valorizado na vida.
É forte demais a afirmação desse fariseu convertido quando ele diz “Mas o que para mim era lucro, passei a considerar como perda, por causa de Cristo. Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus” Pense sobre isso um pouco, reflita e veja o que você tem considerado lucro na vida.
A segunda observação que faço no texto aos filipenses é na afirmação que faz esse apóstolo dos gentios, escolhido a dedo por Deus, pinçado entre tantos, a quem é tributado boa parte dos ganhos da sociedade ocidental e a maior parte da influencia que a fé cristã

exerce no mundo até os dias de hoje. Quando o vejo dizendo que ainda está distante do plenitude, que segue para o alvo e que assim, cheio de esperança, se mostra um ser humano com todas as suas limitações.
Me vejo nesse homem, me espelho nesse gigante, me inspiro nesse servo, especialmente chamado pelo Senhor para seguir adiante em minha missão de servir a Deus com meus talentos, dons, habilidades, recursos e tudo que dele mesmo tenho recebido e que, apesar de mim mesmo posso manter firme a esperança de que Deus pode me usar, provavelmente já o está e cabe a mim reconhecer isso e responder ao seu chamado.
Aquele que se fez gente, se fez como eu, veio em meu resgate, agora me capacita e me dá a consciência de que mesmo diante de minhas limitações me mantenho no alvo, na direção de ser e fazer a Sua perfeita vontade.

Minha Oração

Deus, nada mais desejo do que a certeza de que estou seguindo na Tua direção , olhando para ti como alvo e tendo a certeza sempre de que tu, feito gente conosco, estas conosco a cada momento.

Pin It on Pinterest

Shares
Share This